Five no desempenho esportivo

Five no desempenho esportivo

Five pode ajudar a melhorar o desempenho esportivo?

O Five é um método de exercícios que busca, com o prolongamento das cadeias musculares, promover a mobilidade articular. Trabalhando movimentos contrários à nossa postura habitual, através de contração muscular excêntrica, treinando o corpo para exercícios que somos capazes, porém não estamos acostumados.

O Método Five age fortalecendo o sistema muscular e aliviando dores no sistema locomotor. É muito bem aplicado nos treinos para promover melhora no desempenho esportivo, atuando como pilar de força e resistência no desenvolvimento das capacidades motoras. Vários estudos têm tentado identificar os métodos e os meios de treinamento mais apropriados para a maximização do desempenho para as diversas capacidades motoras. Contudo, esse tema é bastante amplo e controverso já que a resposta de um atleta a um determinado método de treinamento depende de um conjunto de fatores como a experiência (ex. tempo de treinamento), a modalidade esportiva em questão, os métodos de treinamento utilizados anteriormente entre outros.

O treinamento físico através do Five é compreendido como um processo organizado e sistemático de aperfeiçoamento físico, nos seus aspectos morfológicos e funcionais, impactando diretamente sobre a composição corporal de cada indivíduo. Para que o resultado seja significativo e duradouro, o estímulo deve ser diário. Para tanto, além das aulas realizadas em estúdio Five, sempre é recomendado uma sequência de exercícios a ser realizada em casa ou no clube esportivo, sendo agregado ao cotidiano dos atletas. Somente por meio desse estímulo contínuo e progressivo que será possível promover mudanças estruturais permanentes.

O principal componente do Five e responsável pela promoção dos benefícios do método é a contração excêntrica, que por sua vez, é sabidamente mais eficiente na indução dos ganhos de massa muscular. Na contração excêntrica, a resistência é maior do que a força muscular produzida, e o músculo se alonga enquanto continua a se contrair. Desta forma, pode-se optar por usar exercícios puramente excêntricos, ou de se enfatizar a ação excêntrica durante um dado exercício a fim de se aumentar a tensão na musculatura, induzindo maior ganho de força. Five é um treinamento de força.

É importante notar que os ganhos de força muscular são oriundos tanto de adaptações neurais quanto de adaptações morfológicas, as quais proporcionam melhoras progressivas da qualidade do processo de treinamento.

À vista disso, cada esporte tem seu nível de complexidade e característica de espaço, tempo, dinâmica e exigências físicas. As intensas atividades físicas durante as competições e treinamentos sobrecarregam o sistema musculoesquelético, exigindo do corpo níveis de força muscular, transferências de pesos e amplitudes articulares, muito acima que os níveis fisiológicos. Sendo assim, para suportar as mudanças de direção, interrupções abruptas e de grande impacto, é necessário um preparo físico capaz de suportar todas essas forças para evitar a ocorrência de lesões.

O papel do instrutor Five é promover condutas para tentar prevenir lesões, melhorar desempenho do praticante, além de auxiliar na recuperação de lesões, possibilitando o retorno mais precoce as atividades.

No esporte de rendimento, seja ele amador ou profissional, o atleta está sempre treinando e melhorando suas marcas. A competitividade está aumentando, fazendo com que as exigências físicas fiquem cada vez maiores, sempre tentando ultrapassar seus limites físicos, a procura da excelência esportiva, favorecendo assim o aparecimento de lesões, que podem impossibilitar a prática esportiva por longos períodos.

Existem muitos indícios positivos de que a utilização de exercícios Five amenizam os efeitos nocivos à articulação, promovendo prevenção de lesões primárias e reincidência de lesões. Um dos elementos é a estabilização das articulações através do trabalho muscular, que é um dos componentes que englobam o trabalho preventivo no âmbito esportivo. As musculaturas trabalham em conjunto, modulando a execução do movimento, fazendo com que a sinergia muscular seja mais eficaz. Assim como a mobilidade das articulações, alongamentos para manutenção e/ou melhora da flexibilidade, são elementos também promovidos pelo Five a fim de garantir a mobilidade necessária para realização do movimento com mais segurança e eficiência.

Outro elemento relaciona a performance no esporte ao centro corporal, onde atletas de alto desempenho com centro corporal fraco, estão mais suscetíveis em longo prazo a manifestações de lesões. Por isso é crucial o exercício para estabilizar o troco dando suporte as articulações adjacentes, minimizando o risco de lesões e maximizando a performance esportiva. Reforçando essa ideia, um dos aspectos importantes no trabalho de prevenção, é a estabilização do tronco, com níveis de força balanceados em extensão, flexão e flexão lateral. Com as quantidades de forças adequadas no seguimento do tronco, a estabilização parece ser eficiente para evitar lesões e sobrecarga em atletas de vários esportes. De forma geral o Five, se mostra eficaz na diminuição dos índices de lesões, como também na diminuição dos custos de reabilitação. Contudo é necessário observar as particularidades de cada atleta, como também de suas modalidades esportivas, para assim traçar os protocolos necessários com a finalidade de prevenir de forma mais eficiente as lesões provenientes do desempenho esportivo de cada modalidade.

Há bastante tempo que a manutenção da amplitude do movimento, sem restrições, tem sido reconhecida como essencial para uma vida cotidiana normal. A falta de flexibilidade pode criar também padrões de movimentos estranhos e descoordenados, resultantes da perda no controle neuromuscular.

O objetivo de um programa de condicionamento com o método Five deve ser melhorar a amplitude de movimento de dada articulação, alterando a capacidade de extensão das estruturas neuromusculoesqueléticas que produzem o movimento nessa articulação. Exercícios que alonguem essas estruturas neuromusculoesqueléticas durante vários meses seguidos aumentarão a amplitude de movimento possível na articulação trabalhada e fortalecerão a musculatura que as envolvem.

Lembrando que treinamento é caracterizado como um processo repetitivo e sistemático composto de exercícios progressivos que visam o aperfeiçoamento do desempenho, para que o atleta tenha benefícios com o Five, o mesmo deve ser programado por um profissional capacitado no método e que esteja apto para avaliar as condições físicas e prescrever a conduta adequada. Para que o programa de condicionamento Five seja efetivo, o indivíduo precisa realizá-lo com regularidade.

Franciele Casarin

Treinadora do método Five

Deixe um comentário

Talvez você goste também